PROSAÚDE: A PERCEPÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE, USUÁRIOS E ESTAGIÁRIOS SOBRE OS BENEFÍCIOS DE UM PROGRAMA DE ATIVIDADE FÍSICA DENTRO DA ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE

Jean Augusto Coelho Guimarães, Wedson Guimarães Nascimento, Ana Elisa Messetti Christofoletti, Erik Vinícius de Orlando Dopp, Jamilly Ferreira Cardoso, Priscila Missaki Nakamura

Resumo


Introdução: O professor de Educação Física (EF), via Conselho Nacional de Saúde 2018/1997 foi considerado um profissional da saúde e pela Política Nacional de Promoção de Saúde começou a atuar dentro do Sistema Único de Saúde. Consequentemente, é crescente as ações acerca da prática de atividade física (AF) junto ao apoio matricial na atenção primária, as quais visam a prevenção de doenças crônicas e incentivos a um estilo de vida saudável. Objetivo: Avaliar opinião dos usuários, profissionais da atenção básica de saúde (ABS) e estagiários do curso de EF sobre a intervenção de AF sistematizada do programa PROSAÚDE. Metodologia: Participaram de uma entrevista semiestruturada, com perguntas acerca da importância, benefícios e dificuldades do PROSAÚDE, 19 participantes, sendo: 8 usuários, 4 agentes comunitários de saúde (ACS), 4 enfermeiras, 1 coordenador da estratégia saúde da família (ESF) e 2 estagiários do programa. Com o intuito de promover AF aos usuários da ABS, a professora do projeto junto aos extensionistas ministravam aulas 2 vezes por semana, 1 hora por dia nas 5 ESFs existentes na cidade de Muzambinho-MG. Resultados: Os usuários reconhecem a importância do projeto no incentivo à prática de AF, na melhora das capacidades funcionais, atividades da vida diária (AVDs) e socialização. Contudo, relataram a falta de espaço apropriado, materiais, professor não contratado e o distante contato entre prefeitura e programa de AF. Os ACS relataram o benefício de não focar apenas no tratamento de doenças, proporcionando um convívio social e redução do comportamento sedentário. No entanto, apontaram a resistência de alguns convidados à participarem do projeto e ofertar as aulas em outros horários. A coordenadora e as enfermeiras expressaram o quão importante é a relação prefeitura graduandos, auxiliando na prevenção e tratamento das doenças crônicas e bem estar social, apresentando como dificuldade a falta de proximidade com o dia a dia do projeto, a falta de um profissional contratado, locais da aula e divulgação. Já os estagiários citaram os benefícios de colocar a teoria em prática e vivenciar uma aproximação da realidade do sistema de saúde, complementando sua formação acadêmica. Conclusão: Embora o PROSAÚDE apresente limitações como a falta de um profissional contratado, diálogo com a prefeitura e espaços adequados, ele foi considerado importante para promoção de AF por todos envolvidos. Aplicabilidade Prática: É de suma importância dialogar com os usuários, considerar suas opiniões e desenvolver estratégias para manter a aderência nas aulas, a prática de AF, socialização e autonomia nas AVDs. Ademais, uma relação interdisciplinar entre os profissionais da saúde, os estagiários e a prefeitura, criando ações reais para uma contínua adesão ao programa, identificar espaços adequados e demonstrar a importância de um profissional de EF dentro da ABS.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS)
Pró-Reitoria de Extensão (PROEX)
Avenida Vicente Simões, nº 1111 - Nova Pouso Alegre
Pouso Alegre-MG
CEP: 37550-000