UTILIZAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS NA GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA DE UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS: ESTUDO PILOTO

Angélica Bonolo, Erik Dopp, Wedson Nascimento, Jean Augusto Coelho Guimarães, Priscila Missaki Nakamura, Eduardo Kokubun

Resumo


Introdução: A produção científica no Brasil encontra-se em ascensão, o qual está entre os 15 primeiros no ranking de produção científica mundial (MEC, 2006). Acredita-se que a familiaridade do aluno com os meios de produção de conhecimento irá capacitá-lo a acompanhar as mudanças que vêm ocorrendo na área. Objetivo: Verificar a quantidade do uso de artigos científicos nas disciplinas da graduação dentre as subáreas de ensino da Educação Física. Metodologia: Foram convidados a participar do estudo 332 professores de 10 Universidades públicas brasileiras, mais bem colocadas a partir da classificação do Índice Geral de Cursos (2016). Foram selecionados todos docentes que estavam vinculados ao curso de Educação Física, sendo licenciatura ou bacharelado. Foi encaminhado via e-mail, um questionário online a partir da ferramenta Google Forms, que tinha por objetivo identificar o uso de artigos nos cursos de educação física de acordo com as subáreas de ensino (Pedagógica e Sociocultural, Treinamento Físico e Fisiologia, Atividade Física e Saúde, Comportamento Motor). Este contava com 10 perguntas, sendo 6 de múltipla escolha e 4 dissertativas. No presente trabalho apresentaremos apenas a relação entre áreas de ensino e uso de artigos em suas disciplinas. Para tanto foi realizada análise descritiva dos resultados. Resultados: Responderam ao questionário 40 professores , sendo possível identificar que 67,5% destes ministram disciplinas em apenas 1 área de conhecimento, 27,5% em duas destas áreas, muitas vezes considerando como áreas afins, a exemplo: Atividade Física e Saúde; Treinamento Físico e Fisiologia. Apenas 5%, ministram disciplinas em 3 ou mais áreas. Relacionando este dado ao uso de artigos, foi possível identificar que independentemente de áreas, os professores utilizam em média 10 artigos por disciplinas ministradas. Analisando por áreas, foi identificado que as disciplinas pedagógicas utilizam em média 13 artigos, seguidas pela área biológica (AF e Saúde/Treinamento) com 10 e comportamento motor com 8. Conclusão: A subárea pedagógica apresentou maior uso de artigos nas disciplinas de graduação. Acreditamos que, a relação entre produção e utilização de artigos tende a contribuir com o aprendizado dos alunos que estão em contato com o conhecimento produzido pela área no país durante o processo de formação. Aplicabilidade Prática: A aplicabilidade do presente estudo se dá a partir do convite aos docentes universitários para refletir sobre a importância do uso do artigo científico na formação dos futuros profissionais da área. Pois, pensamos que a produção, centrada nela mesma, pode contribuir para aumentar índices quantitativos que não garantem por si só a qualidade do saber e do fazer profissional após a formação.

 


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS)
Pró-Reitoria de Extensão (PROEX)
Avenida Vicente Simões, nº 1111 - Nova Pouso Alegre
Pouso Alegre-MG
CEP: 37550-000