TÊNIS DE MESA E ESPORTES COM RAQUETES NO IFSULDEMINAS/MUZAMBINHO: UM DIAGNÓSTICO DO SABER DISCENTE

Cássia Nunes da Silva, Daniel Gomes Paes, Tifany Luis de Oliveira

Resumo


 

Introdução: O tênis de mesa no Brasil tem crescido e se popularizado nos últimos anos, devido aos atletas que vem se destacando em campeonatos nacionais e mundiais até a atualidade, e também pela associação que estabelece com o jogo de rebatida popularmente conhecido como “pingue-pongue”. Esta prática esportiva se destaca como uma atividade de lazer, de socialização e que pode trazer benefícios motores e sociais para o praticante. Objetivo: Apresentar um diagnóstico sobre a participação no projeto, o conhecimento prévio dos alunos e as dificuldades para a prática dos tênis de mesa e dos esportes com raquetes. Metodologia: Este estudo caracteriza-se por uma pesquisa qualitativa de cunho exploratório que utilizou como instrumento de coleta um questionário com 5 perguntas dissertativas abertas que investigavam: as vivências com o tênis de mesa e esportes de raquetes, os objetivos com o projeto em questão e as maiores dificuldades nos esportes com raquete. Participaram desta pesquisa 7 alunos, sendo 6 do curso de Educação Física e 1 do curso de Ciências Biológicas, totalizando em 6 meninos e 1 menina. Resultados: As respostas evidenciaram que os alunos participavam do projeto: por diversão, por lazer, por distração e para conhecer mais a modalidade; que os mesmos tiveram contato com esses esportes: na escola e na faculdade; que praticavam: casualmente ou que nunca praticaram esses esportes; porém, todos os participantes da pesquisa afirmam que gostariam de conhecer outros esportes de raquetes como: tênis de quadra; badminton; frescobol ; e squash. Em relação ao conhecimento prévio sobre o esporte: 2 alunos desconheciam o esporte, 4 possuíam um conhecimento prático básico; e somente 1 conhecia as regras básicas, um pouco da técnica desses esportes de raquete, além de conhecê-los através da mídia e dos eventos esportivos como a Olimpíada. No entanto, revelaram que existem dificuldades para a prática dos esportes com raquetes, pois há: falta de espaço; de auxílio de um professor; falta de material; falta de conhecimento do professor na escola; são pouco conhecidos; e faltam questões técnicas e motoras. Conclusão: Percebemos que apesar do conhecimento escasso sobre o tema e do pouco espaço para a prática dessa manifestação da cultura corporal de movimento, os alunos apresentam um grande interesse em conhecer e aprofundar os seus estudos sobre o tênis de mesa e dos esportes de raquetes. O que nos permite concluir que há a necessidade de elaborarmos mais estudos e projetos de intervenção nessa área. Aplicabilidade Prática: Este relato pode auxiliar na elaboração de um projeto de iniciação de tênis de mesa e de esportes de raquetes em qualquer espaço formal e ou informal do ensino.

 


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS)
Pró-Reitoria de Extensão (PROEX)
Avenida Vicente Simões, nº 1111 - Nova Pouso Alegre
Pouso Alegre-MG
CEP: 37550-000