DANÇAS URBANAS: UMA ABORDAGEM POSSÍVEL

Rodrigo Granado Rueda, Lígia Kocian

Resumo


Introdução: A pedagogia crítico superadora estimula a Educação Física (EF) onde os alunos tenham acesso aos conteúdos da cultura corporal que foram historicamente criados e sistematizados, realizando uma leitura crítica de sua realidade (COLETIVO DE AUTORES, 2012). O ensino de danças urbanas é uma possibilidade de emancipação para os alunos, tornando-os capazes de realizar a leitura da realidade, gerando possibilidade de transformação da estrutura social na qual estão inseridos e refletindo sobre diferentes formas de manifestação humana. Objetivo: Investigar, junto a professores de escolas públicas, se existe trabalho com o conteúdo de danças urbanas. Metodologia: O trabalho foi dividido em três etapas: levantamento bibliográfico, buscando informações relacionadas à pedagogia crítico superadora e danças urbanas. Uma pesquisa de campo de caráter descritivo, através de entrevistas com cinco professores de EF atuantes no Ensino Fundamental II e Médio. Resultados: Através das entrevistas observou-se que os professores enxergam o ensino do conteúdo de dança como uma aprendizagem de técnica, e assim se sentem incapazes de proporcionar essa aula aos alunos. Dos cinco professores entrevistados, apenas um relatou ter trabalhado com danças urbanas. Dentre vários motivos apresentados, o principal foi a falta de domínio da técnica. Através da pesquisa bibliográfica, percebe-se que o surgimento das danças urbanas está diretamente envolvido com manifestações sociais das classes menos favorecidas por direitos iguais. Assim, muitos grupos passaram a desenvolver protestos de cunho artístico através da dança (GUSTSACK, 2004). Dessa forma, o conteúdo das danças urbanas, atrelado aos princípios da pedagogia crítico superadora, pode proporcionar aos alunos o entendimento de sujeito histórico-social da classe trabalhadora e quais seus interesses enquanto tais. Nesse sentido, aproxima o aluno da percepção da totalidade das suas atividades, uma vez que lhe permite articular uma ação, com o pensamento sobre ela e com o sentido que dela tem (COLETIVO DE AUTORES, 2012). Conclusão: Consideramos que o conteúdo de danças urbanas, atrelado aos princípios da pedagogia crítico superadora, pode ser capaz de proporcionar uma formação crítica aos alunos e um meio de debater diversos temas presentes na realidade desses alunos. Dessa forma, a partir das informações obtidas na pesquisa, com a elaboração dos planos de aula na tentativa de auxiliar os professores de EF nesse processo, conclui-se que esse conteúdo é uma abordagem possível dentro do ambiente escolar. Aplicabilidade Prática: É esperado com este trabalho, auxiliar no processo de democratização do ensino das danças urbanas na escola, levando em conta a participação de todos os estilos de danças urbanas a fim de tornar possível um trabalho educacional.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS)
Pró-Reitoria de Extensão (PROEX)
Avenida Vicente Simões, nº 1111 - Nova Pouso Alegre
Pouso Alegre-MG
CEP: 37550-000