FUTSAL PARA CRIANÇAS: UM RELATO SOBRE O ENSINO DOS ESPORTES COLETIVOS

Steffany Batista dos Santos, Joice Mayumi Nozaki

Resumo


Introdução: O ensino dos esportes coletivos é muito complexo, pois atender as diversas necessidades de aprendizagem dos alunos é um constante desafio. Contudo, é interessante que os profissionais que desenvolvem uma proposta pedagógica de ensino sejam cautelosos nas escolhas das suas abordagens e nos aspectos que fundamentam a sua prática para conseguirem ensinar esportes para as crianças na atualidade. Objetivo: Apresentar um relato de experiência sobre o ensino do futsal num projeto do Ifsuldeminas/Muzambinho para crianças e jovens de 09 a 15 anos pautado no ABC- escola da bola de Kröger e Roth (2002). Metodologia: Desta forma, no início do 1º semestre de 2018, os alunos responderam a um questionário para compreendermos melhor o que eles conheciam sobre o futsal nos aspectos: táticos, técnicos, conceituais, local (is) em que conheceu e praticava a modalidade e se os mesmos já haviam participado de festivais e campeonatos de futsal. Os resultados apresentaram que: a maioria das crianças tiveram o 1º contato com o futsal na rua; com a idade de 7 anos; sendo que 8 conheciam a palavra técnica e 9 alunos disseram não saber sobre a palavra; em relação a tática, apenas 3 crianças sabiam o que era; e em relação as participações em festivais e campeonatos de futsal, somente 6 crianças haviam participado destas ações; e apontam o futsal como algo legal que é jogado por 4 jogadores e um goleiro que entra em quadra para jogar. A partir deste levantamento foi proposto um projeto de intervenção fundamentado nos princípios da escola da bola, que contemplava o ensino com a brincadeira de bola com os pés e que partia da aprendizagem incidental do aluno para desenvolver as capacidades necessárias para a construção desse esporte. E como parte desse processo de formação, houve um festival de futsal onde os alunos apresentaram os conhecimentos consolidados nesse projeto até o momento. O projeto é realizado 2 vezes por semana, com intervenções de 2 horas, no projeto de futsal vinculado ao laboratório de Grupo de Estudos e Pesquisas em Pedagogia do Esporte e Movimento (GEPPEM). Participaram do projeto 15 meninos, com idade 9 a 15 anos. Resultados: Os alunos aprenderam a: reconhecer os espaços vazios no jogo, transportar a bola ao objetivo/gol, jogar coletivamente, as regras do futsal e conhecer e vivenciar esse esporte através de um festival. Conclusão: Percebemos que apesar do contato intenso com a modalidade desde novos, os alunos necessitam de um ensino do futsal pautado em abordagens de ensino que os permitam compreender e criar tomadas de decisões, que contextualize o objetivo da ação deles em jogo e os possibilite a desenvolver também as capacidades coordenativas. Aplicabilidade Prática: Esse trabalho pode ser utilizado para apresentar uma implementação de uma proposta de ensino para o futsal na formação inicial e em diversos locais de ensino do esporte, além de auxiliar na elaboração de planos de ensino pautados nos esportes coletivos de invasão.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS)
Pró-Reitoria de Extensão (PROEX)
Avenida Vicente Simões, nº 1111 - Nova Pouso Alegre
Pouso Alegre-MG
CEP: 37550-000