A ABORDAGEM CRÍTICO EMANCIPATÓRIA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO MÉDIO

Kessiany Ribeiro de Andrade Almeida, Vinícius Luis Da Silva, Ana Caroline Tavares Lucas, Tuffy Felipe Brant, Lígia Lopes Rueda Kocian

Resumo


Introdução: A abordagem crítico emancipatório é uma das abordagens que devem estar presentes na aula de educação física, que é de suma importância ser desenvolvido no ambiente escolar, para que o aluno passe de uma visão individualista e competitiva, transformando essa visão em um valor pautado no direito da participação de todos de forma bem sucedida (Kunz, 2001). Esta abordagem tem como objetivo através das atividades com o movimento corporal desenvolver três competências a objetiva, social e comunicativa.(KUNZ, 2005). A partir disso o aluno se torna mais crítico e autônomo através da realidade e no contexto no qual estão inseridos. Objetivo: Apresentar uma proposta pedagógica com o conteúdo jogos cooperativos, portagem, ginástica artística e artes circenses a partir da abordagem crítico emancipatório. Metodologia: As aulas foram divididas em quatro temas, sendo eles: o primeiro, jogos cooperativos, para trabalhar a união do grupo. O segundo sobre iniciação à portagem para estimular a autonomia através da comunicação. Voltando á portagem com o objetivo de fixar melhor esta autonomia e entender as dificuldades encontradas através das atividades. O terceiro foi ginástica artística para identificar e reconhecer as possibilidades de ação do corpo. O quarto foram as artes circenses como uma vivência. Foram realizadas oito intervenções sendo duas de caráter de observação. Participaram duas turmas do ensino médio, uma do terceiro ano de alimentos e uma do primeiro ano da agropecuária com idade entre quinze e dezoito anos, totalizando trinta e oito alunos. Resultados: Com a abordagem Crítica Emancipatória todas as aulas se deram com um diálogo mais aberto, permitindo que os alunos agregassem seu próprio conhecimento prévio às aulas. Organizamos os conteúdos baseados nas observações feitas, e em conteúdos que normalmente não são aplicados dentro do cotidiano dessa escola, para estimular o maior contato entre eles, a comunicação, união e trabalho em equipe da turma, seguindo a proposta de nossa abordagem. Em todas as intervenções obtivemos uma adesão

Relativamente grande para o conteúdo aplicado, sendo assim a compreensão do tema e os questionamentos provocados geraram discussões maiores, fazendo com que os alunos refletissem sobre a posição do homem e da mulher com o movimento corporal. Como avaliação final, pedimos aos alunos que gravassem um vídeo, expondo todos os temas trabalhados, e notamos que a dificuldade foi no quesito criação/imaginação e não na apropriação do conteúdo. Conclusão: A partir das intervenções aplicadas pudemos observar que os alunos conseguiram compreender o conteúdo propriamente dito, mesmo com as eventualidades do calendário escolar, que prejudicaram a continuidade do conteúdo. Aplicabilidade Prática: o relato traz uma alternativa de aplicação de conteúdos diversificados nas aulas de Educação Física, através da abordagem Crítica emancipatória.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS)
Pró-Reitoria de Extensão (PROEX)
Avenida Vicente Simões, nº 1111 - Nova Pouso Alegre
Pouso Alegre-MG
CEP: 37550-000