O ENSINO DOS ESPORTES COLETIVOS ATRAVÉS DO JOGO POSSÍVEL: A CONSTRUÇÃO DE UMA APRENDIZAGEM

Andrezza Hutiely Arriel, Yago Henrique Silva Ramos, Douglas Costa Silva, Guilherme Fernandes Franco, Vinício Augusto da Silva, Joice Mayumi Nozaki

Resumo


Introdução: Na atualidade existem diversas abordagens de ensino que podem ser utilizadas para o ensino dos esportes, porém, somente algumas delas ainda são empregadas para este fim. Isso é fruto de uma Educação Física esportivista, pautado num modelo de ensino tecnicista, que ensina somente a reproduzir movimentos, enfatizando de forma reduzida os outros aspectos necessários para a compreensão do jogar. Desta forma, ao estudar o artigo intitulado Pedagogia do esporte: panorama e análise conceitual das principais abordagens, percebemos que existiam outras possibilidades para se ensinar o esporte. Objetivo: Apresentar um relato de experiência sobre uma intervenção baseada no jogo possível de Paes e Balbino (2001). Metodologia: Durante os estudos do Grupo de Estudos de Metodologia do Ensino dos Esportes Coletivos (GEMEEC), que ocorrem no GEPPEM do IFSULDEMINAS/Muzambinho foi proposto uma tentativa de elaborarmos a ideia de Paes e Balbino (2001) prática. Sendo assim, elaboramos uma proposta de intervenção que se pautava pelo jogo possível, complexo e inclusivo e que transcendesse a simples repetição de movimentos para o aprendizado. A atividade realizada foi um simples jogo de queimada, que utilizou duas bolas de borracha, vendas e um espaço da quadra delimitado. O jogo ocorreu em três etapas: 1ª) o grupo jogava apenas com uma bola; 2ª) os grupos jogavam em duplas e era incluído duas bolas no jogo; 3ª) um integrante da dupla colocava uma venda e o companheiro orientava o parceiro para jogar a bola. Resultados: A dinâmica permitiu realizarmos um jogo possível, onde a complexidade foi sendo acrescentada gradativamente. Cada etapa apresentava um novo desafio que tornava esse ambiente de jogo fascinante e prazeroso para todos que jogavam. Os participantes precisavam se adaptar às novas regras constantemente, sendo assim, eram estimulados a desenvolver diversas estratégias durante o jogo como: o raciocínio e o pensamento lógico, além de se preocuparem com a inclusão de todos durante a atividade. Os jogadores que estavam com a venda encontraram dificuldades para se localizar em quadra, para compreender as ações no jogo e também para conseguir queimar o adversário, porém houve adaptações condizentes para que o jogo continuasse a ser possível como: colocar as duplas uma de frente para a outra sobre a linha dos 3 metros do vôlei, assim os alunos teriam mais possibilidades de conseguir localizar o colega e acertar os mesmos. Conclusão: Compreendemos que foi possível proporcionar um jogo possível dentro das características de Paes e Balbino (2001), o que nos apresentam novas possibilidades para o ensino dos esportes coletivos, através de ações possíveis, prazerosos e inclusivas. Aplicabilidade Prática: Esta proposta pode ser utilizada na iniciação esportiva em diversos espaços formais e não formais do ensino e nos cursos de formação inicial para apresentar novas possibilidades para o ensino do esporte.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS)
Pró-Reitoria de Extensão (PROEX)
Avenida Vicente Simões, nº 1111 - Nova Pouso Alegre
Pouso Alegre-MG
CEP: 37550-000