PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR: O APRIMORAMENTO NA FORMAÇÃO DOS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA PARA O MERCADO DE TRABALHO

Jamilly Ferreira Cardoso, Matheus Fidelis Martins, Renato Aparecido de Souza

Resumo


Introdução: A prática como componente curricular (PCC) é uma dimensão obrigatória para os cursos superiores em Educação Física, conforme as novas diretrizes curriculares nacionais (DCNs). Esse componente busca produzir conhecimentos e competências pedagógicas por meio da articulação entre teoria e prática dos conteúdos envolvidos, numa perspectiva interdisciplinar. A execução da PCC deve acontecer do início ao fim da carreira acadêmica de um discente propiciando aprimoramento de ideias e maturidade dos pensamentos de caráter empreendedor. Contudo, em termos práticos, poucos são os estudos acerca dos impactos pedagógicos e de formação dessa

dimensão em estudantes de educação física. Objetivo: Investigar a impressão de estudantes de educação física do IFSULDEMINAS, Campus Muzambinho acerca de suas experiências com a PCC em um recorte histórico de 3 anos. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa de natureza descritivo exploratória, com caráter transversal. Foi desenvolvido um questionário semiestruturado com seis perguntas na plataforma digital “Google Forms’’: 1) O que a PCC traz para o curso de Educação Física?; 2) Qual sua visão da PCC no curso de Educação Física?; 3) Qual é o principal fator que dificulta a execução da PCC?; 4) O que poderia melhorar na execução da PCC?; 5) Você percebe mudanças significativas comparando a primeira PCC para as que foram desenvolvidas atualmente? Se sim, quais?; 6) O que a PCC trouxe de ganhos pessoais para você ao decorrer do processo de construção? As questões 1-4 foram de múltipla escolha e as questões 5 e 6 foram de opinião. Participaram dessa pesquisa 30 estudantes de Educação Física do IFSULDEMINAS, Campus Muzambinho que participaram de todas as propostas de PCC entre os anos de 2015 a 2017. Resultados: Observa-se que 50% dos alunos assinalaram que a PCC estimula a criatividade e a visão empreendedora, ajudando no trabalho coletivo e na busca pelo conhecimento de forma ativa; 50 % assinalaram que a PCC é boa, mas precisa de mudanças em alguns aspectos, tais como, falta de clareza e preocupação com as etapas do processo de construção. Conclusão: Para os alunos investigados, a PCC os prepara para situações possíveis de acontecerem no contexto do mercado de trabalho, melhorando a visão empreendedora e aprimorando a capacidade de solucionar de problemas. Aplicabilidade Prática: O monitoramento da PCC é fundamental para tornar a proposta mais efetiva com acompanhamento dos professores, podendo ser um diferencial e uma alavanca para melhoria do profissional de educação física.

 


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IFSULDEMINAS)
Pró-Reitoria de Extensão (PROEX)
Avenida Vicente Simões, nº 1111 - Nova Pouso Alegre
Pouso Alegre-MG
CEP: 37550-000